Nosso Canto - Nova parceria com Eliane Bastos

Nesta entrevista, Eliane Bastos conta sua trajetória musical como intérprete e mostra pela primeira seu trabalho autoral. Estou muito orgulhosa porque uma das músicas tem parceria comigo. 


Nosso canto
(Eliane Bastos e Marilda Confortin)

Eu quero um canto meu
um canto só onde só caiba eu.

Um canto puro,
ensolarado, seguro
pra guardar meus valores
ideais e amores
antes que eu os negue
que me invadam,
roubem-
me
ceguem-
me
calem
me
reste nada

Eu quero um canto em mim
em si
bemol
ou lá
em sol
um canto só
pra guardar o dó
de nós
dois 

OUÇA A MÚSICA 






assista a entrevista da Eliane



ai, ai, ai Mauro Barbosa

Republico a matéria abaixo, mesmo que o lançamento já tenha ocorrido, porque quero registrar neste  blog a história; porque o Mauro Barbosa é um querido e competente artista que participa das Segundas Autorais do Bardo Tatára, onde iniciou esse movimento e continua acontecendo todas as segunda-feieras, faça chuva ou faça sol;  e porque apoio e participo de qualquer iniciativa que valorize a música curtibana. Não só a música, mas todas as artes. 

Poetrix do Akin

um poetrix do amigo e psicólogo Akin Rohula Neto

http://www.akimneto.com.br/

Dia da mulher

 8 de março


Boa ou má,
bela ou fera,
fértil ou estéril,
jovem ou anciã:
mulher,
é
mulher
todos os dias,
e não fêmea efêmera
de um (c)oito de março qualquer.


(marilda confortin)

BARREADO CULTURAL DO FAROL DAS CIDADES


Isso nunca tinha acontecido comigo. Fui buscar uma receita de barreado na internet, e não há de ver que encontrei uma, onde eu sou um dos ingredientes...! 


Gostei.  Que (a)gente criativa essa do Farol das Cidades!

 
INGREDIENTES:


 - 1kg de bom humor diário de Paulo Leminski .
 - Um punhado (bem caprichado) de amigos do coração com Dalton Trevisan.
 - Um punhado de pétalas de rosas brancas, amarelas e vermelhas para Helena Kolody.
 - 1kg de perseverança de Emilio de Menezes.
 - Uma colher de sopa de estrelas (colhidas na hora) por Marilda Confortin.
 - 3 kg de paciência de Emiliano Perneta.
 - Uma colher de sopa de brilho do sol colhidos por Alice Ruiz.
 - Essência de Cristóvão Tezza.
 - 1 pitada de Domingos Pellegrini.


MODO DE FAZER:


Coloque todos os ingredientes num recipiente de barro.
Misture tudo com muito carinho, bem devagar e deixe curtindo uma noite inteirinha.
Pegue a colher de madeira e retire um a um, saboreando cada palavra.
Degustando cada verso, saciando a alma de poesias.
Bom Apetite!
Muito obrigada, professoras!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...